domingo, 4 de dezembro de 2011


“Eu que sempre fui tão corajosa, tão determinada e guerreira, fiquei frágil como uma asa de passarinho quando você me disse: “Eu te quero.” 
(Denise Portes)

Nenhum comentário:

Postar um comentário