quarta-feira, 4 de abril de 2012

"Nessas horas sempre surge aquela tradicional perguntinha: Por que aquela pessoa pela qual você trocaria qualquer programa por um simples filme com pipoca abraçadinho no sofá da sala não despenca na sua vida?"

Nenhum comentário:

Postar um comentário